ML Administradora

6 dicas para economizar água na limpeza

12 de dezembro 2016

Dicas / Meio Ambiente | 0 Comentário(s)

A Abralimp sugere técnicas e equipamentos que ajudam a economizar água na limpeza

Com o calor excessivo, o consumo de água aumenta e junto com ele a necessidade de economizar este recurso tão precioso. Até bem pouco tempo nos deparamos com a falta de água, uma ameaça sempre presente. O grande desafio era e continua sendo o de economizar sem comprometer a eficácia da limpeza. E o mais importante: garantir a saúde das pessoas, pois limpeza e saúde estão diretamente ligadas.

Atenta a isso, a Abralimp (Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional) preparou algumas dicas que ajudam empresas, condomínios e as pessoas em geral a adotarem processos e equipamentos mais eficazes, confira:

1) Enceradeiras industriais

Por meio da enceradeira industrial, indicada para diferentes pisos, é possível limpar com eficácia e rapidez superfícies que somente com água, detergente e vassoura não seriam possíveis. Além disso, o equipamento possui uma ação mecânica excelente, trabalhando com pouquíssima água aliada ao produto químico adequado.

2) Lavadoras de alta pressão

Grandes áreas como pátios, garagens e estacionamentos, por exemplo, precisam ser limpas constantemente e a lavagem é inevitável. Neste cenário, o uso das lavadoras de alta pressão é uma alternativa eficaz para a economia de água.

Segundo os especialistas da Abralimp, a lavadora recebe a água da torneira, aumentando consideravelmente a pressão e diminuindo a vazão comparada a uma mangueira convencional.

Com essa pressão maior, a limpeza é mais rápida, ou seja, o tempo é muito menor para lavar áreas próximas a piscinas, por exemplo, do que com a utilização de uma mangueira, além da melhor qualidade final.

As vantagens sustentáveis deste equipamento não param por aí. Existem também outros grandes fatores positivos, como a redução do uso de produtos químicos, de tempo e de esforço físico. O usuário não precisa utilizar uma vassoura para esfregar, por exemplo, pois a lavadora faz o exercício físico em seu lugar.

3) Implantação do sistema de reuso de água em condomínios

O reuso da água da chuva para fins não potáveis é uma ótima alternativa que os condomínios encontram para a diminuição do consumo de água.

Atualmente, muitas edificações já contam com um sistema de captação de águas pluviais por meio de um reservatório. O que acontece é que essa água é bombeada para fora do condomínio, ou seja, para rua.

 Desta forma, sugere-se alterar essa saída para dentro do edifício, uma vez que a água captada poderá ser utilizada na limpeza das áreas comuns e na rega de jardins.

4) Sistemas de limpeza Spray Mop

Os Mops são bastante versáteis tanto para recolher partículas soltas (pó), como para limpeza úmida e aplicação de ceras e acabamentos em superfícies lisas horizontais ou verticais. Utilizados nas tarefas de manutenção da limpeza, o sistema de spray aplica as soluções por meio de jatos dirigidos.

O refil de microfibra encaixado na base promove uma limpeza mais eficaz por conta da capacidade de absorção e também da ação de limpeza mecânica que exerce sobre as superfícies.

Podemos destacar também a vantagem de estar com solução sempre isenta de contaminação, além de um rendimento médio de 100m²/l.

5) Panos coloridos de microfibra e borrifadores

Não soltam pelos e, diferente dos panos de algodão convencionais, absorvem mais água e sujidade.

Recomenda-se a utilização de panos coloridos para separação por ambientes ou por tarefas. A lavagem pode ser realizada em um único passo: colocá-los juntos de molho em solução com detergente neutro líquido e depois torcer. Não utilizar amaciantes ou alvejantes.

O borrifador também é um acessório pouco lembrado que faz muita diferença no processo, podendo ser usado com gatilhos coloridos para separação dos produtos utilizados, o que ajuda a evitar a contaminação cruzada, trazendo facilidade e economia de água.

6) Balde espremedor com divisórias para duas águas

O equipamento é composto de balde duplo com divisória fixa, espremedor, cabo, refil mop e garra.

Na parte dianteira do balde coloca-se a solução de água com produto de limpeza, a ser aplicada no piso; e na parte traseira a água limpa para enxague do refil mop.

O balde espremedor promete utilizar apenas 30% do volume de água, se comparado à limpeza convencional.

Este sistema também permite excelente ergonomia para o usuário. Garante uma limpeza mais eficiente e com uso racional de químicos e da própria água, resultando em duplo benefício com a diminuição do impacto ambiental e maior segurança para o usuário.

Fonte: Síndico Net


Nenhum comentário

Deixe o seu comentário!

Cadastre-se para receber novidades:

ML, SUA ADMINISTRADORA DE VERDADE!